‘Rei dos catalisadores’ é descrito como “uma pessoa fria e sem qualquer tipo de empatia”

Polícias descreveram em tribunal que o Vítor Macedo é um “criminoso perigoso”. Donos dos carros chegaram a ser arguidos.
Rei dos Catalizadores

“Uma pessoa fria e sem qualquer tipo de empatia.” Vítor Macedo é descrito desta forma numa sentença de 2022 do Tribunal da Maia. Em causa, um processo em que foi condenado a um ano de prisão efetiva por um crime de furto. Em janeiro de 2020 apoderou-se de um automóvel e utilizou-o durante 10 dias. Antes de o carro ser recuperado, estacionado junto à casa da mãe do ‘rei dos catalisadores’, em Leça do Balio, Matosinhos, a PSP ainda se cruzou com ele no Bairro da Pasteleira, no Porto, mas conseguiu fugir.

Esta condenação ocorreu poucos dias antes de ser preso, por ter atropelado ciclistas na Estrada Exterior da Circunvalação. Vítor Macedo “é reconhecido por ser um criminoso perigoso”, descreveram os polícias.

Alguns dos lesados do ‘rei dos catalisadores’, 32 anos, chegaram a ser arguidos por crimes que nunca cometeram. Por exemplo, uma situação de um veículo que Vítor furtou, em janeiro de 2020 – o qual abasteceu sem pagar na Maia e passou em portagens. O verdadeiro dono do carro foi ouvido como arguido.

São mais de 200 os processos contra Vítor Macedo. Conheça os crimes do ‘rei dos catalisadores’, esta noite, a partir das 21h30, no ‘Investigação CM’, na CMTV.

Deixar uma resposta

O seu endereço de correio electrónico não será publicado. Os campos obrigatórios estão assinalados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com