Rainha Isabel II morreu “sem arrependimentos”

A garantia foi dada por Iain Greenshields, moderador da Assembleia da Igreja da Escócia, que falou com a antiga soberana pouco antes da sua morte.
naom_64f1b50be0382

Numa altura em que se está prestes a assinalar o primeiro aniversário da morte da rainha Isabel II, foi revelado que a antiga soberana terá partido “sem arrependimentos”.

A monarca, de 96 anos, morreu a 8 de setembro de 2022 na sua propriedade em Balmoral, na Escócia, e o Dr. Iain Greenshields, então Moderador da Assembleia Geral da Igreja da Escócia, que passou tempo com a monarca antes de sua morte, revelou que ela estava em paz quando morreu.

“Seria normal que um moderador falasse sobre assuntos de fé, mas fiquei muito interessado em saber o quanto ela queria falar sobre os seus próprios assuntos. Era o ano do seu Jubileu de Platina e ela estava a olhar para trás. Tinha uma memória notável, não se arrependia e estava muito em paz”, afirmou Greenshields, de acordo com o Daily Mail.

“Ela também falou sobre o seu pai – o rei George VI – e a grande influência que a sua fé teve nela”, acrescentou ainda, revelando que quando falou com a rainha, pouco antes da sua morte, a achou bastante frágil, mas de bom humor.

“Num determinado momento da nossa conversa, a rainha foi até à janela e questionou: ‘Quem não gostaria de estar aqui?’. Ela estava num lugar muito tranquilo e privado. Estava em paz”, concluiu.

De facto, a residência de Balmoral, na Escócia, era a preferida da rainha Isabel II, onde passava vários meses durante o verão, ao longo dos quais ia recebendo os vários elementos da família.

Deixar uma resposta

O seu endereço de correio electrónico não será publicado. Os campos obrigatórios estão assinalados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com