Estoril-Sporting: Campeão mantém a ‘Linha’ ou vai baixar as ‘armas’?

Com o título de campeão no bolso, leões vão até à Amoreira medir forças contra um clube que ainda não garantiu a manutenção na I Liga, mas que já deu 'água pela barba' aos rivais leoninos esta temporada.
estadio

É em modo campeão que o Sporting visita, este sábado, o Estoril-Praia, em jogo a contar para a 33.ª e penúltima jornada da I Liga. Se de um lado está um clube que já sabe que não vai cair do primeiro lugar, do outro está um emblema que não assegurou a manutenção.

Depois de perder 3-2 na última ronda contra Farense, o Estoril vai ter um teste difícil rumo ao seu principal objetivo da temporada. Ainda que a descida direta já esteja afastada, o Portimonense está a apenas cinco pontos dos estorilistas, quando estão por se disputar seis pontos nas duas últimas rondas.

Mas o Sporting não contará com tarefa fácil na visita ao emblema da Linha. É que o Estoril já fez mossa aos principais rivais do Sporting esta temporada, dado que já venceu Benfica e FC Porto. É, por isso, um sério aviso para os campeões nacionais.

Rúben Amorim admitiu que este será um encontro difícil, confessando que vai descansar alguns dos principais atletas, tendo em vista a final da Taça de Portugal contra o FC Porto. Já Vasco Seabra diz querer uma Estoril “agressivo” frente ao campeão.

O encontro entre Estoril e Sporting, que decorrerá no Estádio António Coimbra da Mota, tem apito inicial agendado para as 18h00 e será ajuizado por João Gonçalves.

Treinadores em discurso direto

Vasco Seabra:

O que espera do Sporting? “Tenho de felicitar os campeões nacionais, que foram a melhor equipa e justos vencedores da Liga. Aquilo que espero é um Sporting campeão, com uma ou outra mexida, mas com o mesmo espírito. Vai ser um adversário fortíssimo, com jogadores de grande qualidade e uma ideia de jogo enraizada, mas temos de fazer o nosso jogo, sermos muito competitivos e competentes para fazer o nosso campeonato e conseguirmos os três pontos.”

Adversário menos concentrado? “Podemos sempre ver as coisas dos dois lados. Nós olhamos mais para as coisas que podemos fazer, temos de estar no limite das nossas capacidades. Somos competentes, competitivos, temos de ser agressivos e sentimos que vai ser um grande jogo e queremos que os nossos adeptos nos consigam apoiar.”

Manutenção: “Gostamos pouco de estar a olhar para os outros. Temos 33 pontos, devíamos ter mais, mas queremos terminar o jogo com 36. Durante a semana, estivemos muito focados. Por isso, mais do que os pontos, queremos fechar as contas da permanência. Estamos com as contas do nosso lado e só dependemos de nós.”

Rúben Amorim:

Meta dos 100 golos: “Queremos marcar o máximo de golos, mas sabemos que é muito difícil com dois jogos contra equipas que estão a lutar pela vida. Nós dizemos aos jogadores para fazermos mais e melhor. O número de vitórias e de pontos é importante porque é marcante na história de um clube como o Sporting. Acima de tudo, preparar o próximo troféu e a próxima época.”

Vai dar oportunidades aos jovens? “Poderá haver uma situação de um miúdo que tenha crescido aqui… E não será o Quenda. Acreditamos muito que o Quenda vai ser campeão pelo Sporting. Há outros miúdos, que pela sua idade, o futuro poderá passar por outro sítio. Temos mais atenção a isso. Miúdos que nos ajudaram muito nos treinos, que não tiveram a visibilidade de outros, que se calhar não estão na nossa cabeça para o próximo ano… Poderá haver uma situação. O [Miguel] Menino vai ser convocado, o Quenda não, porque vai ser campeão pelo Sporting e terá tempo para isso.”

Estoril precisa de pontos para a permanência: “Nós sabemos que o Estoril joga bem e depois jogar fora de casa não é a mesma coisa que jogar em casa. Fizemos a mesma preparação para o jogo. Vamos fazer algumas alterações. Esta equipa que vai jogar é para vencer o Estoril certamente não será a mesma de Chaves. Há uma gestão que vai ser feita para toda a gente jogar e na semana da Taça de Portugal toda a gente estar no máximo e podermos estar à vontade. Vão ver pelo onze que queremos vencer. Temos objetivos importantes: passar a melhor marca do Sporting, ter uma vitória que nunca aconteceu, continuar sem sofrer golos e, acima de tudo, já tenho peso de ganhar mais um título, de pensar no próximo ano. As boas sensações de ser campeões já passaram e mais do que a Taça de Portugal e os recordes, preparar a próxima época, que será mais difícil.”

Últimos resultados

Estoril: E-D-E-V-D

Sporting: V-V-V-E-V

Últimos onzes

Estoril: Marcelo Carné, Pedro Álvaro, João Basso, Bernardo Vital, Rodrigo Gomes, Vinícius Zanocelo, Mateus Fernandes, Wagner Pina, Fabrício Garcia, Cassiano, João Marques.

Sporting: Franco Israel, Ousmane Diomande, Sebastián Coates, Gonçalo Inácio, Ricardo Esgaio, Pedro Gonçalves, Morten Hjulmand, Nuno Santos, Francisco Trincão, Viktor Gyökeres, Paulinho.

Ausências

Estoril: Jordan Holsgrove, Erick Cabaco, Nemanja Jovic e Tiago Araújo (lesionados).

Sporting: Adán e Israel (lesionados); Marcus Edwards (suspensão).

Deixar uma resposta

O seu endereço de correio electrónico não será publicado. Os campos obrigatórios estão assinalados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com