Fevereiro 20, 2024
mcablmltnz4e-1280x672.png
13min6660
Mãe, escrevo-te esta carta à luz do crepúsculo. Na verdade, é assim que me sinto. Uma luz ténue, a fechar-se à vida. E na verdade, também, nunca lerás esta carta. Não seguirá para o correio, nem te será entregue. Escrevo-te para mim. Preciso de, pelo menos uma vez na vida, pôr por escrito, sentir que