Ucrânia na Europa. “Portugal está connosco, obrigado”

"O seu país conhece bem o nosso povo. Tenho a certeza que só vamos aumentar os laços positivos entre nós", referiu Volodymyr Zelensky em Bruxelas, dirigindo-se a António Costa.

3
0

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky agradeceu, esta quinta-feira, a cada um dos 27 chefes de Estado ou de governo reunidos em Bruxelas, na cimeira europeia, em que concederam o estatuto de candidato à Ucrânia. Um dos países dignos deste agradecimento foi Portugal.

“Portugal está connosco. Obrigado senhor primeiro-ministro. O seu país conhece bem o nosso povo. Tenho a certeza que só vamos aumentar os laços positivos entre nós”, afirmou o presidente ucraniano, na intervenção em Bruxelas a partir de Kyiv, instantes depois de se conhecer a decisão dos 27.

Já hoje de manhã o presidente decidiu recorrer à rede social Telegram sobre esta decisão europeia. “É oficialmente reconhecido que a Ucrânia não é uma ponte, não é uma almofada entre o Ocidente e a Rússia, não é um amortecedor entre a Europa e a Ásia, não é uma esfera de influência, não é uma zona ‘cinzenta’, não é um território de trânsito. Não há fronteira entre orcas e elfos”, refere.

“A Ucrânia é um futuro parceiro igualitário para pelo menos 27 países da UE. A Ucrânia é candidata à adesão à União Europeia!”, enaltecia o chefe de estado ucraniano na manhã desta sexta-feira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui