Tosse ou algo mais? Sintomas alarmantes que requerem ajuda médica urgente

O alerta é da Fundação Portuguesa do Pulmão.

3
0

Em 2020, foram diagnosticados em Portugal mais de cinco casos novos de cancro do pulmão. No entanto, Aquando do diagnóstico, em mais de 60% dos doentes, o cancro está na fase inoperável, alerta a Fundação Portuguesa do Pulmão, num comunicado a propósito do Dia Mundial do Cancro do Pulmão, que se assinala a 1 de agosto.

“Apenas 16% dos doentes sobrevivem mais de cinco anos após a descoberta da doença”, diz. O tempo decorrido entre o início dos sintomas e o diagnóstico pode atingir os 10 meses.

Assim, o rastreio é um processo crucial para detetar formas precoces de cancro do pulmão, garantindo um aumento substancial na esperança de vida.O s indivíduos com antecedentes de tabagismo de 30 unidades maço-ano (calculadas multiplicando-se o número de maços de cigarros fumados por dia pelo número de anos de fumador) ou mais devem considerar o rastreio. 

Leia Também: Diagnóstico precoce de cancro do pulmão “pode salvar vidas”

Adicionalmente, existem atualmente tratamentos inovadores, a imunoterapia e as terapêuticas alvo, que podem aumentar a esperança de vida significativamente (anos em vez de meses) em 60% dos doentes. “A imunoterapia estimula o sistema imunitário para combater o tumor. As terapêuticas alvo atuam impedindo a expressão de defeitos genómicos provocadores do cancro do pulmão.”

Deve estar atento aos seguintes sintomas:

  • Tosse persistente ou alteração das suas características habituais;
  • Expetoração mucosa (branca) ou mucopurulenta (amarelada) persistente acompanhando a tosse;
  • Expetoração com sangue ou com fios de sangue que persiste dias ou semanas;
  • Dor torácica desconfortável e intermitente;
  • Cansaço progressivo;
  • Falta de apetite e perda de peso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*

code