“Suspensão imediata” de alojamento local em Lisboa é “um erro grave”

Presidente da Câmara defende que a decisão "vem limitar a liberdade de empreender".

4
0

Opresidente da Câmara de Lisboa considerou, esta terça-feira, “um erro grave” a suspensão de novos registos de alojamento local na capital.

“Um erro grave num momento difícil de recuperação. Neste momento em que devíamos proteger quem trabalha, esta decisão vem limitar a liberdade de empreender”, escreveu na rede social Twitter.

A Assembleia Municipal de Lisboa aprovou hoje a proposta de “suspensão imediata” de novos registos de alojamento local na capital até à entrada em vigor da alteração ao regulamento municipal desta atividade.

Carlos Moedas não esteve na reunião da Assembleia Municipal, mas o seu vice-presidente, Filipe Anacoreta Correia (CDS-PP), admitiu que a habitação é um problema importante, assim como os problemas associados ao crescimento do alojamento local, mas defendeu que a discussão deveria ter sido desenvolvida de outra forma.

Já o Bloco de Esquerda reagiu considerando a suspensão “uma boa notícia que abre o debate sobre o que é essencial para a cidade”.