O presidente do Vizela, Diogo Godinho, revelou esta quarta-feira que a delegada de saúde terá uma palavra final na realização do jogo da Taça de Portugal entre o Vizela e o FC Porto, que acontece na noite de hoje.

Os vizelenses, tal como o Desporto ao Minuto confirmou, têm jogadores suficientes para se apresentarem em campo contra os dragões, mas a decisão final das autoridades de saúde é que irá ditar a realização ou não do encontro nesta noite.

“Não posso confirmar que o jogo vai mesmo realizar-se, porque estamos a aguardar por uma decisão da delegada de saúde. Só ela pode decidir se há jogo. Ainda vamos fazer mais uma bateria de testes antigénio, porque, claramente, temos um foco ativo dentro do Vizela. O treino desta manhã foi cancelado por precaução. A nível regulamentar, neste momento, é possível que o jogo se realize, mas falta a decisão da delegada de saúde e confirmar os casos negativos com testes antigénio”, afirmou Diogo Godinho, em declarações à Rádio Renascença, que falou numa competição desvirtuada caso o jogo acabe por se realizar.

“Iremos encarar o jogo da mesma forma, mas é diferente não irmos com todas as armas. Mas, a ir a jogo, vamos dar tudo. Os regulamentos estão a ser cumpridos, mas obviamente que fica um pouco desvirtuada a competição, e sendo esta Taça bastante importante fica desvirtuada. Mas não podemos fazer nada, é o que é”, finalizou.

Por Notícias ao minuto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*

code