O consumo desta fruta melhora a saúde do cérebro e diminui o colesterol

É fã?

4
0

Um grupo de investigadores da Universidade de East Anglia, no Reino Unido, descobriu que o consumo diário de arando pode retardar o desenvolvimento de demência, melhorar a memória e diminuir os níveis de colesterol.

O estudo, publicado na revista científica Frontiers in Nutrition, envolveu cerca de 60 pessoas entre os 50 e 80 anos, metade das quais foram desafiadas consumir diariamente uma versão em pó da fruta — aproximadamente 4,5 gramas — durante duas semanas. Segundo os investigadores, os exames demonstraram que os indivíduos tinham melhor circulação sanguínea no cérebro, foram mais eficientes em testes de memória e apresentaram 9% menos mau colesterol (LDL) no sangue em comparação ao grupo de controlo.

Os cientistas explicam que o colesterol pode endurecer as artérias, formando placas e reduzindo o fluxo de sangue para o cérebro. “Isso pode, em parte, contribuir para piorar a cognição e a oxigenação do órgão”, escrevem. 

Recorde-se demência é um termo genérico utilizado para designar um conjunto de doenças que se caracterizam por alterações cognitivas que podem estar associadas a perda de memória, alterações da linguagem e desorientação no tempo ou no espaço. Para a maioria não existe tratamento e também não há uma forma definitiva de prevenir a demência. 

A Organização Mundial de Saúde estima que existam 47.5 milhões de pessoas com demência em todo o mundo, número que pode chegar os 75.6 milhões em 2030 e quase triplicar em 2050, para 135.5 milhões. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*

code