Filmagens de ‘Velocidade Furiosa’ vão cortar acessos a Cacilhas

As gravações deste novo filme só terminam no final de julho.

4
0

Depois das cenas do filme ‘Velocidade Furiosa’ gravadas em Viseu e Vila Real, é a vez de Almada sofrer com os constrangimentos de trânsito como consequências das filmagens.

A Câmara Municipal de Almada autorizou a ocupação do espaço público que consistem em passagens de carros entre o elevador da Boca de Vento e a entrada da Quinta da Arealva, cruzando o Olho de Boi.

Os troços na zona de Cacilhas serão cortados nestes dias:

  • 27/07/2022, das 00h00 às 24h00 – Preparação e ensaios gerais;
  • 28/07/2022, das 00h00 às 24h00 – Preparação e ensaios gerais;
  • 29/07/2022, das 00h00 às 24h00 – Filmagens;
  • 30/07/2022, das 00h00 às 24h00 – Filmagens.

Os cortes compreendem as seguintes restrições:

  • Toda a área envolvente da Rua do Ginjal será isolada a viaturas e pedestres no dia anterior e durante os dias da filmagem, sendo apenas o acesso autorizado a viaturas de fornecedores aos restaurantes e aos moradores do Bairro Social do Olho de Boi, para este efeito temos efetuado um trabalho de proximidade junto da comunidade local da Associação de Moradores, bem como da Associação do Complexo Industrial do Olho de Boi.
  • Corte de trânsito automóvel e pedonal a seguir à rotunda do Cristo Rei, na estrada de terra de acesso à Quinta da Arealva. Permitindo apenas o acesso a viaturas afetas às Infraestruturas de Portugal e viaturas de emergência;
  • Cortes de trânsito intermitentes no final da Rua Latino Coelho junto à Casa da Cerca, no início do Largo da Boca de Vento;
  • Corte de trânsito pedonal na Rua do Olho de Boi a seguir à entrada do Elevador Panorâmico;
  • Corte de trânsito pedonal na Rua do Ginjal no final do Jardim do Rio junto à Fonte da Pipa;

Com argumento de Justin Lin e Dan Mazeau, o filme conta, no elenco, com Vin Diesel, Charlize Theron, Jason Momoa, Brie Larson, Michelle Rodriguez e a portuguesa Daniela Melchior, entre outros. A rodagem acontece no Reino Unido, na Itália e em Portugal.

De acordo com a publicação norte-americana The Hollywood Reporter, o orçamento do filme já ultrapassou os 300 milhões de dólares (cerca de 284 milhões de euros), valor que não inclui gastos em ‘marketing’ e publicidade.

Por motivos de confidencialidade contratual, há muitos detalhes que não podem ser revelados, nomeadamente orçamentais, mas a produtora, Sofia Noronha, disse que se trata de “um investimento económico brutal no país”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*

code