O FC Porto garantiu, esta quarta-feira, a passagem às meias-finais da Taça de Portugal depois de visitar e derrotar o Vizela (3-1). Os dragões agendam, assim, um Clássico em dose dupla frente ao rival Sporting, uma vez que as ‘meias’ são disputadas a duas mãos.

O Vizela apresentou-se em campo com um número limitado de jogadores por conta de um surto de Covid-19, e após o FC Porto ter recusado adiar o encontro, mas esteve a bom nível e vendeu cara a derrota.

Filme do jogo

O Vizela entrou em campo muito limitado, sendo que no banco de suplentes não estava qualquer jogador da equipa principal, mas sim da equipa de sub-23 e um guarda-redes dos sub-19.

O FC Porto, que apenas registou uma alteração no onze, não perdeu tempo na busca pela vantagem e Matheus Uribe (8′) abriu as contas do marcador bem cedo. O guardião Pedro Silva ficou a meio caminho na sequência de um canto e o médio colombiano disparou a contar para o primeiro golo da noite em Vizela.

A equipa da casa não atirou a toalha ao chão e foi atrás do prejuízo. Antes dos 20 minutos, Raphael Guzzo dispôs de uma grande oportunidade, mas atirou por cima da barra. O FC Porto ia baixando o ritmo e o Vizela aproveitou. Cassiano (24′) deixou Fábio Cardoso para trás, após passe rasgado de Schettine, picou a bola por cima de Marchesín e repôs a igualdade no marcador.

A partir daí o jogo entrou numa fase de muitas interrupções devido às inúmeras lesões. O jogo ficou desinteressante e pouco houve a contar até ao intervalo, tirando uma bola à trave da baliza do Vizela.

Sérgio Conceição não gostava do que via em campo e logo a abrir na segunda parte fez duas alterações: Taremi e Tecatito Corona ficaram no balneário, ao passo que Fábio Vieira e Pepê foram lançados para dentro de campo.

O jovem médio tentou desatar o jogo e conseguiu devolver a vantagem aos dragões aos 65 minutos depois de ser chamado a converter uma grande penalidade após mão de Zag. No frente a frente com Pedro Silva, o médio do FC Porto não tremeu e o marcador voltou a mexer em Vizela.

O Vizela voltou a esboçar uma reação e apenas não chegou ao empate porque Marchesín foi dando conta do recado na baliza do FC Porto. Os dragões também procuravam o golo do descanso total e Evanílson, o goleador na Taça, apareceu aos 89 minutos para fechar as contas em Vizela.

O jogo ficou resolvido e o FC Porto segue em frente na prova rainha sabendo que vai ter de defrontar o Sporting por duas ocasiões para lutar por um lugar na grande final. O Vizela vê finalizada uma excelente campanha na Taça apesar da boa réplica frente aos dragões.

Momento do jogo: O penálti aos 65 minutos deixou tudo mais fácil para o FC Porto ao mesmo tempo que fez desmoronar o sonho do Vizela.

Equipas iniciais 

Vizela: Pedro Silva; Igor Julião, Kiki Afonso, Ofori, Maviram; Zag, Guzzo, Alex; Francis Cann, Schettine e Cassiano.

FC Porto: Marchesín; Corona, Mbemba, Fábio Cardoso, Wendell; Uribe, Vitinha, Otávio, Luis Díaz; Evanilson e Taremi.

Antevisão

O Vizela recebe, esta quarta-feira, o FC Porto em jogo dos quartos de final da Taça de Portugal. Um dia depois de o Sporting ter já reservado um lugar nas ‘meias’ da prova rainha, segue-se mais um duelo interessante que… até esteve em risco de nem acontecer. O clube da casa está a contas com um surto de Covid-19 no plantel e vai a jogo com um número muito limitado de jogadores.

O emblema minhoto explicou, em comunicado, que na primeira bateria de testes “foram detetados 12 casos positivos” de Covid-19, “nove dos quais jogadores da equipa principal”, o que motivou a “realização de testes PCR a toda a estrutura do clube”.

O pontapé de saída está agendado para as 20h45 num jogo que contará com a arbitragem de João Pinheiro.

Por Notícias ao minuto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*

code