Zoo de Cincinnati defende decisão de matar gorila

O diretor do jardim zoológico de Cincinnati, nos Estados Unidos, defende a decisão de matar um gorila, depois de um menino de três anos ter caído, no sábado, na fossa que separa o público do espaço onde se encontrava o animal. A morte de “Harambe” está a ser vivamente criticada, sobretudo por tratar-se de um elemento de uma espécie ameaçada.

Fonte: Euronews




Deixar uma resposta