Uma equipe de futebol diferente

Não são os Paraolímpicos, são os outros J.O. para atletas diferentes. De 25 de julho a 2 de agosto, Los Angeles acolhe mais 7.000 desportistas de 117 países, todos em situação de deficiência mental, para os Special Olympics. Entre eles está a equipe de futebol feminino.

O movimento partiu dos Estados Unidos nos anos 1960. Eunice Kennedy Shriver, irmã de John e de Robert Kennedy, marcada pelo destino trágico da irmã Rosemary, que ficou deficiente mental depois de uma operação no cérebro, é a fundadora. Ela começa organizando campos desportivos para deficientes mentais e, em 1968 ocorrem os primeiros «Special Olympics» em Chicago, para quase 1.000 atletas americanos e canadenses que se enfrentam em natação, atletismo e hóquei em sala.
O movimento chega na Suíça 20anos mais tarde e a primeira delegação a cruz branca vai aos Jogos de Minneapolis em 1991. Para Los Angeles 2015, elas e eles serão 70 suíços em 12 esportes atletismo, ciclismo, equitação ou futebol. Entre esses atletas estão dez mulheres de 24 a 38 anos que formam a “Nati”, seleção suíça de futebol. Antes de entrar nos gramados americanos, elas estavam recentemente na pequena comuna de Fislisbach para um fim de semana desportivo.

Fonte: Swissinfo.ch




Deixar uma resposta