Trump é processado por bloquear críticos em rede social

Usuários do Twitter estão processando o presidente Donald Trump e dois assessores da Casa Branca por terem sido vetados de interagir online com o republicano.

Eles argumentam que a conta do presidente equivale a um fórum público e que ele, como funcionário público, não pode impedir as pessoas de ter acesso a ela.

Representados pelo Knight First Amendment Institute da Columbia University, os usuários disseram que perceberam o veto depois de publicarem críticas e zombarias contra o presidente, segundo o The New York Times.

“A conta do @realDonaldTrump é uma espécie de câmara municipal digital na qual o presidente e seus assessores usam a função para comunicar notícias e informações ao público, e os membros do público usam a função de resposta para responder ao presidente e seus assessores e trocar opiniões um com o outro “, diz um trecho o processo.

Eles argumentam que, ao bloquear as pessoas de ler e responder suas postagens Trump viola o direito de liberdade de expressão, previsto na Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos.

Além do presidente, também são citados na ação o secretário de imprensa da Casa Branca, Sean Spicer, e Dan Scavino, diretor de mídia social, segundo o NYT.

Antes de mesmo de assumir a Casa Branca, Trump já era um usuário assíduo da rede social. Depois de vencer a eleição presidencial, ele continuou usando sua conta pessoal como um meio oficial de falar sobre sua administração, notícias e criticar adversários políticos e a imprensa.

Fonte:YAHOO




Deixar uma resposta