Sócrates vai votar dia 4 mas não vai pedir autorização

Os advogados de José Sócrates anunciaram que o ex-primeiro-ministro exercerá o seu direito de votar nas próximas eleições legislativas, a 4 de outubro, e não pedirá autorização para o fazer.

“José Sócrates exercerá, naturalmente, esse seu direito, garantido pelas leis e pela Constituição, e por isso não pedirá autorização alguma, limitando-se, se ainda for caso disso, a transmitir informações pertinentes”, esclarecem os advogados João Araújo e Pedro Delille em comunicado enviado às redações.

Na nota, os advogados referem que não permitirão que “o exercício do seu [José Sócrates] direito cívico seja transformado por quem quer que seja, em espectáculo de humilhação pública dele em em prejuízo para o Partido Socialista”.

Após nove meses e meio em prisão privativa, José Sócrates encontra-se desde o dia 5 de setembro em prisão domiciliária, com vigilância policial, no âmbito do processo “Operação Marquês”.

Fonte: Bomdia




Deixar uma resposta