Reino Unido: Pais Do Bebé Charlie Gard Retiram Pedido De Saída Para Os EUA

Os pais do bebé Charlie Gard desistiram, esta segunda-feira, da batalha legal e retiraram o pedido de saída da criança para os Estados Unidos. Connie Yates e Chris Gard anunciaram a decisão, acusando a justiça britânica de ter condenado o filho, ao impedir a viagem, convencidos de que, em junho, o tratamento a que pretendiam submeter a criança teria obtido resultados positivos.

Explicaram que decidiram retirar o pedido de transferência do bebé porque “esgotou-se o tempo para os tratamentos”.

“Enquanto pais dedicados e amorososo de Charlie, decidimos que tentar prosseguir com o tratamento deixou de servir o melhor interesse de Charlie. Vamos deixar o nosso filho partir, ao encontro dos anjos”, disse Chris Gard.

O advogado do casal, Grant Armstrong, afirmou que “para o Charlie é tarde demais, o tempo esgotou-se. Há danos musculares irreversíveis e o tratamento já não será bem sucedido”.

Os pais travaram uma luta em tribunal para que o Hospital de Great Ormond Street, em Londres, onde o bebé, atualmente com onze meses, está internado, não desligue as máquinas de suporte de vida. O neurologista norte-americano Michio Hirano, o especialista em doenças genéticas que deveria receber a criança nos Estados Unidos, concluiu também, depois de ter visto o bebé e analisado os últimos exames que lhe foram feitos, que já é demasiado tarde para testar o tratamento, e que tentar fazê-lo só iria causar sofrimento inútil à criança.

Fonte:EURONEWS




Deixar uma resposta