Pentágono reconhece eficiência da cooperação com Rússia sobre Síria

O canal de comunicação com a Rússia sobre a Síria “funcionou com eficácia” na operação realizada perto da cidade de Al-Hasakah na semana passada.

O respectivo anúncio foi feito pelo representante do Pentágono dos EUA, Peter Cook.

Informa-se que a coalizão internacional, chefiada pelos EUA na luta contra o grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e em vários outros países), enviou à cidade de Al-Hasakah seus aviões com objetivo de proteger as forças especiais norte-americanas, que estavam nas proximidades do local, de ataques aéreos lançados por aviões sírios. Felizmente não ocorreu incidente algum, pois os Su-24 sírios tinham saído do local antes de os aviões da coalizão terem chegado.

Segundo Cook, através dos russos, os EUA manifestaram sua preocupação quanto ao acontecido, ressaltando que esse canal de comunicação “funcionou com eficácia”.
O representante do Pentágono sublinhou que os EUA “continuarão defendendo suas forças na luta contra o Daesh”.

“Deixamos bem claro o que estamos fazendo. Trata-se da defesa das nossas forças que estão nos locais. E quando elas cumprem missões, juntamente com os nossos parceiros, temos que proteger esses parceiros também”, destacou.

Segundo Cook, “esse sinal foi dirigido ao governo sírio”.

Segundos as informações anteriores, os aviões da Força Aérea da Síria lançaram ataques contra curdos na cidade de Al-Hasakah, em resposta à tentativa de tomar a cidade, o que aconteceu pela primeira vez nos últimos cinco anos.

O conflito armado na síria começou no ano de 2011. As forças do Governo sírio estão resistindo aos militantes de vários grupos armados. Os grupos mais ativos são o Daesh e a Frente al-Nusra.

Fonte: SPUTNIK




Deixar uma resposta