Onda de frio provoca perdas recordes na agricultura suíça

Quase toda as plantações de uvas e pelo menos metade das plantações de damasco foram perdidas devido às baixas temperaturas no cantão do Valais nesses últimos dias.

Três noites glaciares com temperaturas indo até 12 graus negativos foram suficientes para destruir das plantações nesse cantão montanhoso ao sul da Suíça. Segundo Gérald Dayer, chefe da Secretaria cantonal de agricultura, os viticultores e cultivadores perderam quase metade da sua colheita. Ele considera a situação dramática: “Para eles, isso significa a perda de metade do faturamento anual.”

Uma primeira avaliação dos danos feita pelo governo cantonal mostra que quase toda a colheita de uvas e pelo menos metade dos pêssegos já são consideradas perdidas. Aproximadamente dois mil hectares de vinhedos, ou 40% da área plantada no cantão, foram atingidas. Apenas um terço das áreas de plantação de damasco não foi atingida pelas geadas.

Esse fenômeno meteorológico não ocorre todas as vezes: os registros mostram que uma geada tão forte ocorreu nos anos 1970.

As autoridades cantonais se mostram dispostas a fornecer ajudar financeira aos agricultores atingidos. “Isso não irá cobrir por completo o prejuízo, mas é uma forma de ajuda”, afirma Gérald Dayer. O principal objetivo é permitir a sobrevida dos agricultores. Outros instrumentos de ajuda estão sendo debatidos para encontrar uma solução a longo prazo.

Fonte: Euronews




Deixar uma resposta