Mourinho não disse nada de “discriminatório” a Eva Carneiro

A Federação Inglesa de Futebol (FA) informou que o treinador português José Mourinho não vai enfrentar qualquer acusação do organismo, por eventual utilização de “linguagem discriminatória” para com Eva Carneiro, antiga médica do clube.

A FA consultou um “académico especialista em português” para averiguar o que Mourinho tinha dito a Eva Carneiro e afirmou que estão “satisfeitos de que as palavras usadas não constituem um ato discriminatório de acordo com as regras” do organismo.

A Federação concluiu hoje a investigação que iniciou a 18 de setembro quando divulgou um comunicado em que confirmou ter “recebido um inquérito relativo a um alegado incidente durante o encontro da ‘Premier League’ entre o Swansea e o Chelsea, a 08 de agosto”.

José Mourinho criticou Eva Carneiro quando esta entrou em campo para assistir o belga Eden Hazard, a pedido do árbitro Michael Oliver, já perto do termo do encontro, que terminou com uma igualdade a 2-2.

As imagens do incidente transmitido pela Sky Sports mostram o treinador português agastado com a situação e a trocar algumas palavras com Eva Carneiro quando esta regressou ao banco.

A 23 de setembro, a Associação Britânica de Médicos de Futebol anunciou que a médica tinha deixado o clube e ponderava agir judicialmente contra o Chelsea.

Fonte: Bomdia




Deixar uma resposta