Moto3: português é o segundo melhor piloto do mundo

O português Miguel Oliveira (KTM), que se sagrou vice-campeão mundial de Moto3, ao ganhar o Grande Prémio da Comunidade Valenciana, disse hoje que “é bom sair como uma referência da categoria”, preparando a ‘promoção’ para Moto2.

“É bom sair como uma referência da categoria, deixa-me muito contente e dá-me muita confiança para os novos desafios que se avizinham. Sair da Moto 3 como uma referência e ganhar a última corrida… não poderia haver melhor forma de terminar o campeonato”, disse o piloto português, em declarações distribuídas pela sua assessoria de imprensa.

Miguel Oliveira, que já tinha vencido em Itália, Holanda, Aragão, Austrália e Malásia, precisava de vencer a prova, e também que o britânico Danny Kent não ficasse nos 14 primeiros, o que não aconteceu, uma vez que o piloto da Honda foi nono, para se sagrar campeão de Moto3.

“O Danny [Kent] tinha a vantagem do lado dele, com 24 pontos de avanço. Mas eu fiz aquilo que tinha de fazer, que era ganhar a corrida. É também a terceira vitória consecutiva e isso deixa-me muito feliz por ter tantos triunfos esta temporada”, sublinhou Miguel Oliveira.

O piloto de Almada deixou também um agradecimento especial à sua equipa da KTM, que “nunca desistiu” e lhe disponibilizou “uma moto vencedora”, ficando “muito grato por isso”.

Sobre a nova etapa da sua carreira, a Moto 2, Miguel Oliveira revelou que começa quinta-feira a trabalhar com a Leopard, equipa que lhe deu “oportunidade começar uma etapa muito importante” da sua vida profissional.

Fonte: Bomdia




Deixar uma resposta