Migrantes: Milhares resgatados das águas do Mar Mediterrâneo

Mais de três mil e trezentos migrantes foram resgatados, no domingo, do Mar Mediterrâneo. Dois cadáveres foram recuperados.

Os salvamentos foram coordenados pela guarda costeira italiana e foram realizados por navios militares europeus e de várias organizações não-governamentais.

Segundo o Ministério italiano do Interior, mais de 73 mil migrantes chegaram ao país, desde o início do ano, um aumento de quase 14% em relação ao período homólogo de 2016.

O Alto Comissariado das Nações Unidas informou que, desde janeiro, mais de duas mil pessoas, morreram ou desapareceram na tentativa de atravessar o Mediterrâneo e chegar à União Europeia.

Esta segunda-feira, a polícia italiana divulgou imagens da detenção de três alegados passadores de migrantes, que foram capturados enquanto tentavam conduzir um barco de madeira e um bote, carregados de pessoas, da Líbia até Itália.

De acordo com as autoridades de Roma, ouvidas pela Reuters, nos últimos quatro anos, mais de 500 mil pessoas cruzaram o Mediterrâneo, desde a Líbia até Itália. A maioria é proveniente da África subsariana, paga milhares de euros aos passadores, arriscando depois a vida em frágeis embarcações. Estima-se que cerca de 13 mil tenham morrido afogadas.

Fonte: Euronews




Deixar uma resposta