Língua permanece como barreira à integração da comunidade portuguesa no Canadá

A comunidade portuguesa está bem integrada no Canadá, mas a língua permanece como uma barreira para a geração mais antiga de emigrantes, reconhece à Lusa uma instituição de imigrantes no país.

“A região de Windsor e Essex County tem uma grande comunidade portuguesa e está bem integrada. Uma das maiores barreiras dos emigrantes é a língua”, explicou Camila Alves, que é gestora de Formação e Recrutamento Comunitário do Conselho Multi-cultural daquela região do sul do Canadá.

A imigrante, natural de S. Paulo (Brasil) e com avô português, está no Canadá há 12 anos, salientou que a comunidade portuguesa “tem tido um papel importante no desenvolvimento económico e social da comunidade local”.

“A comunidade portuguesa não é muito recente. Não faz parte destas novas ondas de imigração que se sentem nos últimos cinco a dez anos. É uma comunidade já estabelecida, inclusive já tem segunda e terceira gerações de portugueses nascidos no Canadá. Uma primeira geração dedicava-se à atividade económica predominante de Leamington, que era o setor da agricultura (e pesca)”, sublinhou Camila Alves.

As gerações nascidas no Canadá (segunda e terceira) já estão bem integradas, comparativamente com a comunidade brasileira, a comunidade portuguesa “é como um todo, é ativa, mais organizada e visível”, tendo “contribuindo bastante socialmente e economicamente para a comunidade local”.

A comunidade portuguesa tem sido visível na região Windsor e no Condado de Essex, há já algum tempo, sendo as barreiras da linguagem “pertinentes”, até porque uma parte da comunidade “está idosa”, adjetivou.

“Essas pessoas que chegaram primeiro, não se ligaram muito fora da comunidade, agora dependem dos amigos e dos familiares, pois não aprenderam a língua (inglesa) para fazer essa ligação”, enalteceu a responsável.

Camila Alves contou ainda que a língua “é uma barreira muito importante para os idosos”, pois quando necessitam de ir ao médico, dependem dos familiares, ficando muitas vezes em situação vulnerável, dependendo em muitas das situações dos intérpretes em situações, como a deslocação a um médico, a um hospital, ou algum serviço social”.

Windsor está localizado na província do Ontário, é a cidade mais a sul do Canadá, a 3,6 km de Detroit (Estados Unidos). Segundo dados do recenseamento em 2011, residem na cidade canadiana 211 mil habitantes, sendo a indústria automóvel a sua principal atividade.

Calcula-se que existem no Canadá cerca de 550 mil portugueses. Na região do Condado de Essex, em Wheatley e Leamington, residem cerca de cinco mil.




Deixar uma resposta