Irão testa mísseis sob o olhar de Israel e EUA

Um disparo do Irão contra o clima de confiança com o Ocidente. A nação persa testou com sucesso dois mísseis balísticos com um alcance de cerca de 1.400 quilómetros.

Um ensaio que se segue a um outro que suscitou a preocupação dos Estados Unidos.

Sob comando direto do aiatola Ali Khamenei, os Guardiões da Revolução anunciaram que os mísseis Qadr-H e Qadr-F atingiram os alvos com precisão.

Um deles teria inscrita a frase em hebraico: “Israel deve apagado do mapa”; Uma informação dos media iranianos não confirmada.

E precisamente em Israel, Joe Biden anunciou que Washington deverá reagir. “Estamos unidos na crença de que um Irão com armas nucleares é absolutamente uma ameaça inaceitável para Israel, para a região e para os Estados Unidos. E eu quero reiterar uma coisa para esclarecer quem tenha dúvidas: se eles de facto quebrarem o acordo, nós agiremos”, declarou, numa referência ao acordo sobre o programa nuclear do iraniano que abriu as portas a um clima de diálogo e abertura, mas que não eliminou todas as sanções.

O país ainda é alvo de sanções relativas ao programa de mísseis balísticos.

Fonte: Euronews




Deixar uma resposta