Hélio “orgulhoso”, Stekelenburg resignado

Hélio Sousa, treinador de Portugal
Não me importo com quem vamos disputar a final, será sempre um prazer para nós independentemente do adversário. A única coisa que posso garantir é que vamos voltar a jogar para ganhar, pois esse é o nosso estilo, lutar sempre pela vitória. Estou muito orgulhoso dos meus rapazes, porque atingimos três finais em cinco anos e isso prova que estamos a trabalhar bem.
Foi um jogo muito competitivo. Sentimos alguns problemas nos primeiros minutos, mas depois começámos a praticar o nosso futebol, o futebol que queríamos jogar neste encontro, o futebol a que os meus jogadores estão habituados. Depois marcámos um golo e podíamos ter feito outro, enquanto a Holanda não conseguiu criar oportunidades claras. Pressionaram-nos no final, fizeram muitos cruzamentos, mas sem grandes situações de perigo.

Maarten Stekelenburg, treinador da Holanda
Estou muito orgulhoso dos meus jogadores, tentaram e conseguiram fazer o seu melhor. Portugal mereceu a vitória, mas também tivemos uma oportunidade numa jogada de um contra um na primeira parte. O importante no futebol é marcar golos, Portugal conseguiu-o e nós não fomos capazes.

Foi um bom torneio em termos de organização, de relvados e de tudo o resto. Foi muito importante para os jogadores porque defrontaram Inglaterra, Alemanha, Portugal e Bulgária, todas excelentes equipas. É uma experiência muito enriquecedora, só podemos evoluir quando defrontamos os adversários mais fortes.

Fonte:UEFA




Deixar uma resposta