Golos no primeiro tempo dão triunfo caseiro ao Sporting

O Sporting CP derrotou o Legia Warszawa em casa, por 2-0, na segunda jornada do Grupo F e amealhou os primeiros pontos na presente edição da UEFA Champions League.

Para gáudio do treinador Jacek Magiera, chegado apenas há três dias, o Legia acercou-se da área do Sporting na parte inicial do encontro, mas o atrevimento durou pouco. Gelson Martins falhou incrivelmente aquele que seria o primeiro golo da noite, ao acertar com estrondo na trave pouco depois do quarto-de-hora, mas Bryan Ruiz abriu mesmo o marcador aos 28 minutos.

O desvio de cabeça de Miroslav Radovic ao primeiro poste, na sequência de canto, deixou a bola à mercê do costa-riquenho no lado contrário e este não imitou o jovem de 21 anos na pequena área. Perante as dificuldades do Legia e a pressão do Sporting, Bas Dost aumentou a vantagem, a oito minutos do intervalo, num remate de supetão após excelente passe de Adrien e passou a somar cinco golos em outras tantas partidas realizadas em todas as competições.

Na segunda parte, a falta de pontaria dos anfitriões – hoje dirigidos desde o banco pelo adjunto Raúl José devido à suspensão do técnico Jorge Jesus – e as boas intervenções do guarda-redes Arkadiusz Malarz impediram o avolumar do resultado. Contudo, com o Sporting talvez mais preocupado em gerir o esforço, Radovic podia ter-se redimido do erro da etapa inicial, aos 69 minutos, só que rematou ligeiramente ao lado do poste esquerdo de Rui Patrício.

Momento: Golo inaugural
Perante as evidentes dificuldades do oponente, era importante quebrar a resistência do Legia e evitar ansiedades desnecessárias. Gelson esteve perto de o fazer, mas o feito de desbloquear a partida a favor dos “verde-e-brancos” coube ao camisola 10 – o tento de estreia na UEFA Champions League.

Figura: Bryan Ruiz
Pleno de capacidade técnica, o internacional da Costa Rica não desperdiçou à boca da baliza uma oferta da defesa contrária – privada do capitão e influente Michał Pazdan por lesão -, colocou o Legia em sobressalto e proporcionou vários lances de perigo aos colegas, como a oportunidade desperdiçada por Adrien na segunda metade. Saiu perto do fim debaixo de ovação geral.

Reacções
Jorge Jesus, treinador do Sporting
O objetivo, que era ganhar, foi atingido. Era um jogo importante em função de alguma esperança em relação ao nosso apuramento, sabendo que o disputamos com duas equipas muito fortes. O Sporting foi muito pragmático. Na primeira parte fez os golos e depois geriu. Na Champions o importante é vencer e não correr muitos riscos.

Jacek Magiera, treinador do Legia
Nós queríamos estar mais próximo do adversário e defender melhor os lances de bola parada. Acho que jogámos bom futebol e contruímos boas jogadas. Quero trabalhar para melhorar a equipa.

Fonte: UEFA




Deixar uma resposta