Deco deteta tempos de espera acima do recomendado nas urgências

Mais de metade das 350 pessoas que recorreram ao simulador online da Deco esperaram tempo demais para serem atendidas nas urgências hospitalares.
Destes 66% foi às urgências por considerar a situação grave, mais de 8% foram reencaminhados pela Linha Saúde 24 e cerca de 7% foram porque não conseguiram consulta com o médico de família e restantes não conseguiram consulta no centro de saúde.
Em 24% das situações simuladas foi atribuída pulseira verde, enquanto que 46% levou pulseira amarela e cerca de 15% laranja ou vermelha.
Feitas as contas, em 185 casos a espera foi superior ao recomendado pela triagem de Manchester, sendo que o maior tempo de espera atingiu as 12 horas, mas o tempo médio de espera foi de quase três horas.
Nas situações em que o tempo de espera foi ultrapassado, a maioria dos utentes encontrava-se com pulseira amarela (48%) ou com pulseira verde (25%).
Baseado em critérios acordados a nível internacional, a triagem de Manchester permite avaliar o risco clínico do utente e atribuir um grau de prioridade, através da cor de uma pulseira, que pode ir do vermelho (situações de emergência, cujo atendimento tem de ser imediato) ao azul (identifica as situações não urgentes, cuja espera se admite até quatro horas).
Nos casos de pulseira amarela o primeiro atendimento não deve demorar mais de 60 minutos, e no caso da pulseira verde a recomendação é que não vá além de 120 minutos (duas horas).

Fonte: Rádio94FM




Deixar uma resposta