“Breves de Bruxelas”: migração na Hungria e referendo na Turquia

Depois da União Europeia (UE), chegou a vez das Nações Unidas criticarem a política de migração na Hungria. O Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR) pede aos Estados-Membros da UE para não enviarem requerentes de asilo para a Hungria.

O governo de Budapeste aprovou, no mês passado, uma lei que prevê a detenção sistemática de todos os migrantes. A ACNUR exorta a UE a suspender a aplicação das regras de Dublin na Hungria. Trata-se de um sistema europeu que prevê que os requerentes de asilo sejam processados no primeiro Estado-membro da UE onde chegaram.

Neste programa que passa em revista a atualidade europeia diária destacamos, ainda, que os eleitores turcos serão convidados a votar no referendo sobre uma reforma constitucional, a 16 de abril.

A questão colocada aos cidadãos é se estão ou não de acordo com o reforço dos poderes do Presidente. Esta votação controversa dividiu a comunidade turca na Bélgica.

Para terminar, recordamos que os líderes de sete países do sul da União Europeia, incluindo Portugal, se reuniram, ontem, em Madrid, e enfatizaram a necessidade de compromisso com a integração europeia.

Durante a reunião também foi discutida a situação na Síria. O grupo considerou “compreensível” a decisão norte-americana de atacar uma base militar síria após o alegado ataque químico, na passada terça-feira, no noroeste do país.

Fonte: Euronews




Deixar uma resposta