Bebé de quatro meses morre no primeiro dia de berçário

Tratava-se do primeiro dia de Mateus na Creche-Berçário do Centro Cultural de Santo Adrião, Braga. Por volta das 11 horas, a educadora, que fazia vigilância durante a sesta da manhã, reparou que algo de errado se passava com o menino de quatro meses. “O que a educadora indicou é que a criança não estava a reagir, que não estaria a respirar”, referiu ao Correio do Minho Manuel Fernandes, um dos membros da direção do Centro Cultural e Social de Santo Adrião.
O responsável do centro cultural e social, revelou que, mal se aperceberam da situação, as responsáveis da creche ligaram para os meios de socorro que responderam de “forma rápida”, procedendo, de imediato, a manobras de reanimação, que tinham sido já iniciadas pelas responsáveis da valência “que estão “preparadas também para estas situações”.
No local estiveram a viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER), estacionada no Hospital de Braga, a mota de Emergência Médica do INEM e a ambulância de Emergência Médica de Gualtar do Instituto de Emergência Médica (INEM). “A criança foi já em paragem cardio-respiratória para o hospital”, referiu Manuel Fernandes, confirmando que o óbito foi declarado já no Hospital de Braga, depois de se terem procedido a novas tentativas de reanimação.

De acordo com a direção, a criança não tinha nenhum problema de saúde diagnosticado. “Os que os pais me disseram era que o Mateus era uma criança perfeitamente saudável”, explicou Manuel Fernandes.
Não descartando um quadro de possível morte súbita, o membro da direção diz que as causas da morte serão determinadas após autópsia ao corpo da criança.
O responsável não tem dúvidas de que este foi “o momento mais dramático” na vida desta instituição que conta já com 32 anos de atividade.

Fonte: Bomdia




Deixar uma resposta