Assédio a mulheres no trabalho diminuiu de 34% para 14% em 25 anos

A proporção de mulheres que admitem ter sido vítima de assédio no local de trabalho diminuiu, em 25 anos, de 34% para cerca de 14%, tendo hoje maior capacidade de reação, muitas vezes através do confronto direto, revelam os dados do estudo “Assédio Sexual e Moral no Local de Trabalho em Portugal” realizado pelo centro Interdisciplinar de Estudos do Género (CIEG) do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas e da responsabilidade da Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE).

Fonte: Rádio94FM




Deixar uma resposta