Alphabet (Google) acusa Uber de roubo de tecnologia de carros autônomos

Waymo (ex-Google Car), a empresa do gigante americano da internet Alphabet dedicada a carros sem motorista, apresentou nesta quinta-feira uma ação judicial contra a Uber e sua subsidiária de caminhões autônomos Otto, acusando-as de terem roubado algumas das suas tecnologias.

“Otto e Uber tomaram a propriedade intelectual da Waymo a fim de evitar incorrer no risco, tempo e despesas de desenvolver de forma independente sua própria tecnologia”, afirma a ação apresentada num tribunal federal de San Francisco, Califórnia.

“Em última análise, este roubo calculado arrecadou mais de meio bilhão de dólares para os funcionários da Otto e permitiu à Uber reviver um programa bloqueado, tudo às custas da Waymo”, diz o texto.

A Waymo acusa a Otto e a Uber de roubo de segredo industrial e violação de patente, e pede um julgamento com um júri, a fim de proibir a utilização de suas tecnologias, e indenizações num valor não especificado.

O litígio diz respeito particularmente aos sensores laser “Lidar”, que permitem a um veículo “ver” carros, pedestres ou outros obstáculos ao seu redor, e nos quais Waymo afirma ter investido “dezenas de milhões de dólares e dezenas milhares de horas de engenharia”.




Deixar uma resposta